Canal Social

24 fev
2017

Bebê de 2 meses é salvo por bombeiro e agentes da Força Nacional na Restinga

A tarde desta quinta-feira, 23 de Fevereiro, com certeza não será esquecida tão cedo por Sabrina da Costa, moradora da Restinga, o soldado Ronaldo, do Corpo de Bombeiros aqui do bairro e agentes da Força Nacional, que faziam patrulhamento aqui na nossa comunidade.
Sabrina, 21 anos e moradora da 1ª unidade, correu em direção aos agentes da Força Nacional, que realizavam uma barreira e abordavam veículos na Av. João Antônio da Silveira, em frente a Casa da Sopa e próximo ao quartel do Corpo do Bombeiros. Em seus braços, a pequena Andressa, sua bebezinha de apenas 2 meses de vida. A bebê havia engasgado e não conseguia respirar. Verificando a situação da gravidade, o soldado do Corpo de Bombeiros Ronaldo Berchental, que tem ampla experiência em primeiros socorros e presenciou a cena, correu até a mãe e realizou os procedimentos necessários na criança, que voltou a respirar. Porém, poucos segundos depois, a bebê voltou a ter problemas e eles, com auxílio do veículo e agentes da Força Nacional, se deslocaram rapidamente até o Hospital da Restinga. Durante o percurso, o soldado Ronaldo conseguiu reanimar novamente a bebê. Ao chegar no local, onde foram prontamente atendidos na sala vermelha, constatou-se que Andressa havia sofrido uma parada cardiorrespiratória, resultado da obstrução das vias aéreas decorrentes de uma gripe, que só não acabou em tragédia devido a agilidade e conhecimento das técnicas de primeiros socorros por parte do soldado Ronaldo. O bebê permaneceu no HRES por mais um tempo, para fazer exames de rotina.
Participaram também da ação o Sargento Troback, o Cabo Márcio e Soldado Giliard da Força Nacional, que deram suporte ao Soldado Ronaldo.
Diante de tantas notícias tristes que infelizmente vem sendo noticiadas sobre a nossa comunidade, é muito bom poder trazer este tipo de notícia, que acalenta e nos dá um pouco de esperança diante de todo este caos.
Desejamos toda sorte do mundo a pequena Andressa, a sua mãe Sabrina e todos seus familiares. Que ela possa crescer uma criança sadia, feliz e que possa ter orgulho de morar aqui no nosso bairro.


Reportagem: Márcio Figueira

Os comentários estão fechados.