Espaço Político

05 jun
2015

RECICLAGEM – Unidade de Triagem da Restinga irá gerar emprego a 80 famílias

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta sexta-feira, 5, foi entregue à cidade a 19ª Unidade de Triagem (UT). Localizada na Restinga, na Estrada do Rincão, a unidade tem capacidade de triar cerca de 14 toneladas de resíduos por dia e gerar emprego e renda a 80 recicladores. A UT Restinga foi concebida com foco no programa Todos Somos Porto Alegre, coordenado pela Secretaria Municipal de Governança Local (SMGL), que, junto com o Departamento Municpal de Limpeza Urbana (DMLU), viabilizaram a estrutura física e elaboraram estudo técnico do processo de triagem. O trabalho dos recicladores será acompanhado pela assessoria ambiental do Departamento. (Fotos)

O programa foi destacado pelo prefeito José Fortunati como forma de dar dignidade àqueles trabalhadores. “Este espaço vai gerar emprego e renda a 80 famílias, além de contribuir para uma sociedade mais sustentável”, disse. Ele lembrou que o Dia Mundial do Meio Ambiente poderia ser marcado com o plantio de uma árvore. A UT, no entanto, faz com que sejam preservadas uma quantidade muito superior de vegetais. “Este galpão é modelo e representa uma política ambiental adequada, mas de nada adiantará se o cidadão não separar os resíduos em casa”, disse, chamando à responsabilidade todos os moradores da cidade. Lembrou também do aterro sanitário de Minas do Leão, que está recebendo uma usina de transformação. “Este aterro tem uma vida útil limitada. Ele poderia ser melhor utilizado, caso houvesse uma maior e melhor separação do material reciclado.”

A melhor qualidade de vida para quem trabalhará no local foi destaca pelo diretor-geral do DMLU, André Carús, ao referir-se aos catadores e carrinheiros que optam pela clandestinidade, não contribuindo para a cidade e sem a garantia de renda que as UTs proporcionam. “É um sonho realizado”, acrescentou a presidente da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis do Movimento dos Direitos dos Moradores de Rua, Sônia Mesquita. Trabalhando há 10 anos na reciclagem, Sônia ressaltou que a UT Restinga irá trazer oportunidades não só para as pessoas do local, mas também de outros bairros que solicitaram a transferência.

A inauguração da UT Restinga teve as presenças do vice-prefeito Sebastião Melo, do secretário de Meio Ambiente, Claudio Dilda, e da coordenadora executiva do Todos Somos Porto Alegre, Denise Costa, além de vereadores e lideranças comunitárias.

UT Restinga – A UT Restinga tem 1.500 metros quadrados, distribuídos entre salão de operações, escritório, cozinha industrial, refeitório e vestiário com chuveiros. Possui equipamentos modernos, como duas esteiras de 15 metros cada, três prensas de grande porte, balança e elevadores, que possibilitarão melhores condições de trabalho aos mais de 80 recicladores. O local tem capacidade de triar aproximadamente 12 cargas de resíduos por dia, equivalente a cerca de 14 toneladas de materiais.

Toda a obra obedeceu a modernos padrões de instalação de galpões de triagem de resíduos recicláveis, como por exemplo, a construção do piso que favorece o deslocamento dos bags sobre rodas e encaminhamento direto às prensas. A estrutura contribui para a eliminação do retrabalho e diminui o esforço físico dos trabalhadores. A UT será dirigida pela Associação de Catadores de Materiais Recicláveis do Movimento dos Direitos dos Moradores de Rua, presidida por Sônia Mesquita.

Porto Alegre descarta diariamente 2 mil toneladas de resíduos no Aterro Minas de Leão. Já a quantidade de resíduos recicláveis recolhidos diariamente e distribuídos entre as Usinas de Triagem chega a 110 toneladas.
Atualmente, o DMLU possui convênio com outras 18 UTs, que empregam cerca de 800 recicladores. Com a inauguração da UT Restinga, mais oportunidades de emprego serão criadas, além do incentivo à correta separação de resíduos e promoção de educação ambiental.

Todos Somos Porto Alegre – O programa Todos Somos Porto Alegre é uma política pública elaborada pela Prefeitura de Porto Alegre com o objetivo de promover a emancipação a partir da inclusão de carroceiros e carrinheiros e catadores em novas oportunidades de trabalho. O programa está estruturado em três projetos: Inclusão Produtiva de Condutores de VTAs e VTHs, Reestruturação do Sistema de Triagem de Porto Alegre e Educação Ambiental.

 

Fonte: Site PMPA
Texto de: Caren Mello
Edição de: Manuel Petrik
Fotos: Ivo Gonçalves

 

Comente esta matéria

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.