Slide Home

26 set
2014

PROTÓTIPO DA NOVA QUADRA DA ESTADO MAIOR DA RESTINGA


Na noite desta quinta-feira (25) durante os ensaios na Estado Maior da Restinga, o Presidente Robson Dias (Preto), apresentou a todos a primeira parte do projeto arquitetônico da nova sede da escola de samba. Na próxima semana será apresentada a segunda parte, onde contempla os espaços internos.
Preto fez questão de ressaltar que nada está decidido ou assinado e assim que todo projeto for apresentado, a comunidade será consultada para saber se é contra ou a favor da concretização do mesmo e mais uma vez deu sua palavra de que nenhum tijolo da atual quadra será removido enquanto o novo pavilhão não esteja completamente concluído da forma que está sendo apresentado.
O empresário Marcos Santos (Marquinhos), proprietário do Super Kan, também falou para os que estavam presentes e informou que é responsável por toda a obra e que tudo sairá conforme está descrito.

Entenda o caso:
Na semana passada, uma notícia lançada nas redes sociais tomou grande proporção e repercussão em toda comunidade. A nota dava conta de uma suposta venda do pavilhão da escola de samba Estado Maior da Restinga para um empresário local. Ao ser procurado pela TV Restinga, o presidente da entidade Robson Dias (Preto), informou que havia recebido uma proposta deste empresário, onde a oferta seria uma permuta da área atual onde está localizado o pavilhão da escola, que vem passando por sérios problemas em sua parte estrutural, por um novo pavilhão, que seria construído em uma área próxima 1,5km da atual. Além disso, o empresário quitaria as dívidas da escola, que hoje giram em torno de 400 mil reais e que impede a entidade hoje de tirar suas negativas, o que consequentemente inviabiliza a busca de recursos para investimentos via leis de incentivo e outros recursos federais e até mesmo estaduais e municipais.
Uma comissão de oposição a esta proposta foi criada e a notícia acabou ganhando o tom de polêmica, onde parte da comunidade se coloca a favor do projeto e outra parte contra.
Para que a negociação seja concretizada, precisa haver uma anuência da Prefeitura de Porto Alegre e um projeto de lei que deve ser votado na Câmara de Vereadores, visto que o terreno onde está localizado o pavilhão atual da escola é público e precisaria haver uma troca (permuta) entre os dois terrenos em jogo. Somente após estas aprovações é que o trâmite legal seria concretizado no Depto. Municipal de Habitação (DEMHAB), que passaria então o terreno ao empresário e em troca faria um novo comodato com a escola no terreno novo, onde será construído o novo pavilhão.

Os dois lados da moeda:

A TV Restinga, como um canal comunitário e sempre ao lado dos interesses dos cidadãos da nossa comunidade, procurou tanto a direção atual da escola, quanto a comissão de oposição, para que os dois lados pudessem se manifestar sobre o caso.

Confira aqui, com exclusividade, as entrevistas feitas com Robson Dias (Preto), presidente da Estado Maior da Restinga e com Nídia Albuquerque, representante da comissão de oposição ao projeto. As entrevistas estão disponíveis em nosso canal de áudio no SoundCloud.

Entrevista Presidente Preto:

Entrevista Nídia Albuquerque:

Estaremos acompanhando de perto todo este caso e mantendo a todos informados. Continuem ligadinhos na gente.

Confiras as imagens do projeto que foi apresentado a todos que estavam na noite desta quinta na quadra da Estado Maior da Restinga:

 Queremos saber sua opinião: Você é a favor ou contra o projeto da nova quadra da Estado Maior da Restinga?

Comente esta matéria

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.