Geral

05 set
2016

Desfile cívico na Restinga – 2016

 Desfile Cívico ocorrido na Restinga nesta sexta-feira dia 02 de Setembro.
Foram 39 instituições de ensino a participarem do evento, entre municipais, estaduais e particulares.
O tema deste ano foi: “Na vida, no esporte… Superando desafios”.


Além dos esportes olímpicos e paralímpicos, que permearam a apresentação de boa parte das escolas, algumas trouxeram para a avenida protestos, que iam desde o pedido por uma escola sem mordaças, o não tratamento da educação como mercadoria, mais paz e menos violência, até a derrubada da Democracia com o golpe parlamentar ocorrido em Brasília, que destituiu do cargo a Presidente Dilma Rousseff. Em uma das apresentações, alunos encenaram a frase: TEMER JAMAIS, uma alusão a uma das frases mais utilizadas em protestos por todo Brasil pelo não reconhecimento da legitimidade do novo presidente Michel Temer.

Apesar do pouco apoio recebido, inclusive dos órgãos públicos, as professoras Do Carmo e Claudia Campos, junto com outros colegas, se esforçaram para produzir um belo evento e quase tudo transcorreu perfeitamente. E dizemos isso, pelo fato lamentável que aconteceu com a EMEF Nsa. Sra. do Carmo, escola municipal localizada na 5ª unidade. A direção, coordenação, professores, pais e alunos, aguardavam desde as 9hs da manhã o ônibus ir buscar todos para irem ao desfile, principalmente os pequenos, devido a distância da escola até o local do desfile. Porém, devido a problemas ocorridos com o ônibus, eles esperaram por mais de 2 horas e a escola não conseguiu participar da apresentação. A tristeza, e até mesmo o choro, tomaram conta das crianças, que haviam se preparado com cartazes e estavam ansiosas pelo desfile.
A secretária municipal de educação, que estava presente no evento, informou através de uma postagem no facebook, que o problema ocorrido não tinha a ver com a secretaria e passou a responsabilidade para a coordenação do evento. A escola informou que fará um desfile próprio, nos próximos dias, apenas para as crianças e a comunidade da 5ª unidade e está revendo a participação em futuros desfiles, visto que este incidente já ocorreu em outros anos.

 O desfile este ano também não contou com a presença das viaturas da guarda municipal, da brigada militar, EPTC e apenas 1 caminhão do corpo de bombeiros passou pela avenida. Apesar disso, membros da guarda municipal se fizeram presentes para garantir a seguraça de todos.
Algumas escolas da comunidade, como a EMEF Pessoa de Brum, não participaram este ano do desfile. No caso específico do Pessoa de Brum, a violência e a falta de segurança no entorno da escola, foram os pontos cruciais para a entidade não se fazer presente.

Outro ponto que nos chamou a atenção, foi a falta da presença da Banda Marcial da Escola Ildo Meneghetti, a maior e mais tradicional banda do bairro e uma das mais conceituadas do estado, com reconhecimento inclusive nacional.
No final do desfile do ano passado (2015), o ex-maestro da banda, Luis Claudio, fez um protesto no microfone, anunciando que a nova direção da escola estaria acabando com a banda, por pura falta de comprometimento e até mesmo falta vontade com a mesma. Na época, gravamos o desabafo do maestro e postamos em nosso canal, tendo este anúncio grande repercussão, justamente por se tratar de uma banda que ultrapassou o seu pertencimento apenas por parte da escola, mas passou a pertencer à toda comunidade da Restinga, onde de lá já saíram diversas pessoas que hoje ganham a vida profissionalmente como músicos e que além da música, ensinou a muitos o respeito e a convivência em harmonia.
Naquela ocasião, membros da direção da escola se pronunciaram informando que a banda não estava terminando e nos enviaram inclusive uma carta aberta falando sobre isso. Porém, como vimos neste desfile, a coisa aconteceu exatamente como havia sido informada.

Apesar destes pontos negativos, queremos aqui ressaltar e parabenizar o esforça da organização do evento e de todas as demais escolas que participaram do desfile. É sempre muito gratificante e lindo poder ver a felicidade não só das crianças, mas também dos pais e professores, ao passarem pela avenida.
Esperamos que para o ano que vem e também os próximos, estas falhas sejam corrigidas e que alguns conceitos sejam revistos, principalmente aqueles que partem justamente dos nossos gestores públicos, que não têm dado a devida atenção ao nosso desfile cívico e à nossa Educação Pública num modo geral.

A TV Restinga esteve mais um ano presente no desfile, acompanhando do início ao fim a passagem de todas as escolas e logo em breve irá disponibilizar o vídeo com as apresetações de todas.

Fotos: Alessandra Masagão / Márcio Figueira
Texto: Márcio Figueira

GALERIA DE FOTOS COMPLETA:

Os comentários estão fechados.