Geral

16 mai
2017

Operação Regresso retoma imóveis invadidos por criminosos em condomínio popular na zona sul da Capital

Nesta terça-feira (16), a Polícia Civil, por meio do Departamento Estadual de Investigaçõs do Narcotráfico (Denarc), deflagrou a Operação Regresso visando o combate ao tráfico de drogas e a retomada de imóveis invadidos por criminosos no bairro Restinga, zona sul da Capital.

De acordo com o delegado Guilherme Calderipe, a ação da 1ª DIN decorreu de investigação permanente do Departamento, referente ao tráfico de drogas nos condomínios populares do Programa Minha Casa Minha Vida, nos quais, a prática de invadir os imóveis e expulsar os moradores para uso criminoso tornou-se usual e conhecida da polícia. “Com essa ação também buscamos a devolução aos proprietários das unidades invadidas pelos traficantes”, afirmou o delegado.

A Operação Regresso é uma nova etapa da Operação Gênesis deflagrada pela Polícia Civil em outubro de 2015 após investigação que apurou e desarticulou um grupo responsável pelo tráfico de drogas na região e ocupação ilegal de diversos imóveis. Desde aquela época, o trabalho de monitoramento é permanente nos locais, o que permitiu apurar e prevenir nova tentativa de domínio por parte dos criminosos, que expulsam os moradores e utilizam os imóveis para o crime organizado.

Segundo o delegado Mário Souza, Diretor de Investigações, a Operação Regresso visa a retomada dos apartamentos, o combate ao tráfico de drogas e outras irregularidades quanto ao imóveis, que muitas vezes são comercializados de forma ilegal, tanto pelos proprietários quanto pelos criminosos. “Inúmeras unidades nesses condomínios estão ocupadas por pessoas que não são os beneficiários dos programas do governo”, contou o delegado.

Cerca de 100 policiais participaram do cumprimento de 21 mandados judiciais. A ação também contou com apoio do Grupo de Resgate e Intervenção (GRI) e da Divisão de Apoio Aéreo (DAA) com o helicóptero da Polícia Civil.

Fonte: DENARC / Polícia Civil

Os comentários estão fechados.