Segurança

04 ago
2016

RESTINGA – PORTO ALEGRE – 04 DE AGOSTO DE 2016


Apesar da paralisação de agentes do setor da Segurança Pública do estado, como Policiais Civis e Militares e que gerou uma certa incerteza e insegurança na população, a quinta-feira praticamente pareceu um dia normal, como qualquer outro. Bancos e lotéricas funcionaram normalmente. O transporte coletivo como ônibus e lotações também. O comércio abriu normalmente nas principais avenidas do bairro.
Porém, algumas entidades e órgãos públicos não funcionaram. Escolas municipais e estaduais não tiveram aulas. Nas escolas particulares a ida dos alunos foi facultativa. O CRAS Restinga teve os serviços suspensos.
Já a paralisação dos serviços ligados a segurança tiveram a adesão dos servidores públicos, que pelo sexto mês consecutivo têm seus salários parcelados. A 16ª Delegacia de Polícia esteve fechada durante todo o dia. E no 21º BPM, policiais militares da ativa e da reserva e alguns familiares, mantiveram-se aquartelados em frente ao batalhão. Nenhuma viatura e nenhum brigadiano saiu para as ruas das 6hs às 17hs, quando teve fim a paralisação. Durante o dia, viaturas de outros batalhões estiveram fazendo ronda na comunidade, o que amenizou a sensação de insegurança dos moradores.
Apesar de tudo, o clima de tensão e insegurança continua, pois há relatos de grande violência e criminalidade em outras regiões da capital. Esperamos que nessa sexta-feira as coisas possam voltar a normalidade, pois só o que queremos é Paz, para seguirmos nossa rotina diária tranquilamente.

Comente esta matéria

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.