Geral

16 out
2015

Chuva e Vento causam estragos em todo RS

A quinta-feira, 15 de Outubro, foi marcada por fortes chuvas e ventos desde as primeiras horas do dia, ainda durante a madrugada. O temporal atingiu boa parte da capital, Porto Alegre, assim como cidades da região metropolitana e também no interior do estado. A chuva de granizo, em algumas regiões, causou grandes estragos e os ventos fortes derrubaram árvores, arrancaram telhados e chegou inclusive a derrubar algumas casas e prédios.
Milhares de moradores ficaram, e ainda estão, sem energia elétrica e também sem água em suas residências. Em Porto Alegre, o Hospital de Clínicas foi atingido e precisou cancelar algumas cirurgias que não tinham urgência. A Prefeitura de Porto Alegrem, o Depto. de Habitação e a Defesa Civil, estão trabalhando para auxiliar as famílias vítimas das enchentes e estragos causados pelas fortes chuvas, que vem castigando o RS há vários dias. Alguns municípios já decretaram situação de calamidade pública, como no caso de Canoas, na região metropolitana, uma das áreas mais atingidas.

Vejam aqui algumas reportagens veiculadas nos principais jornais do estado:

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) de Porto Alegre recolheu 170 toneladas de restos de árvores na cidade nesta quinta-feira. A operação, que teve início às 7h, contou com apoio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e visou desobstruir ruas que registraram a queda de árvores e galhos.

* Jornal Correio do Povo

 

Os temporais que vem atingindo parte do Rio Grande do Sul nos últimos dias afetaram 130.384 pessoas em 95 municípios, conforme informou no final da tarde desta quinta-feira (15) a Defesa Civil. Foram atingidas 31.044 residências.

* G1 RS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A prefeitura de Canoas decretou situação de emergência nesta quinta-feira após o temporal que atinge o município desde a noite de quarta. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, 10 mil residências foram danificadas pelo granizo.  Foram registrados 81 milímetros de chuva, mais de 70% do volume esperado para todo o mês de outubro, que é de 114 milímetros.

* Diário Gaúcho

 

Em nova reunião com secretários e gestores municipais no final da tarde desta quinta-feira, 15, o prefeito José Fortunati e o vice-prefeito Sebastião Melo definiram as ações para os próximos dias. A força-tarefa manterá as ações que estão sendo desenvolvidas e intensificará na prevenção para as novas chuvas previstas para a próxima semana.

* Prefeitura de Porto Alegre

 

 

 

 

Em Porto Alegre, famílias estão sendo abrigadas no Ginásio Tesourinha.

Veja aqui como fazer suas doações e ajudar estas famílias:

Porto Alegre
De acordo com a Defesa Civil de Porto Alegre, são arrecadados alimentos, produtos de higiene pessoal, material de limpeza, fraldas descartáveis (adulto e infantil), cobertores e colchões. O local de entrega é no Ginásio Tesourinha (Avenida Érico Veríssimo, s/n – Menino Deus), das 7h às 22h.

Também são recebidas doações no Ginásio Gigantinho, ao lado do Estádio Beira-Rio. Já quem mora na Zona Norte da capital pode fazer doações na Arena do Grêmio, em frente à rampa oeste do estádio.

Alegrete
A preferência é de que sejam doados alimentos, como arroz, carnes e macarrão. Doações de roupas não são necessárias no momento. As doações são feitas no escritório da Defesa Civil, que fica localizado no pátio central do Palácio Ruy Ramos, com entrada pela Rua Demétrio Ribeiro.

Canoas
Fortemente afetada pelo granizo e ventania, Canoas teve estragos por toda a cidade. Foi montado um QG na sede da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Cidadania (SMSPC) para coordenação dos trabalhos de auxílio as famílias mais necessitadas.

Há preferência por doações de colchões, cobertores, lonas e telhas, além de fraldas, alimentos não perecíveis e materiais de limpeza. Os donativos podem ser entregues na Defesa Civil, localizada na Rua Bandeirantes, 450 – Marechal Rondom. Em caso de urgência entrar em contato pelos telefones (51) 3476-3400 ou (51) 3428-6897.

Cachoeira do Sul
As doações podem ser feitas na Secretaria de Trabalho e Ação Social (STAS), das 13h às 18h. A STAS fica na Rua XV de Novembro, 434. A prioridade é alimentos, produtos de limpeza, produtos de higiene pessoal, colchões e roupas de cama. Até o momento, não há necessidade de doações de peças de vestuário e de calçados.

Charqueadas
O município pede doações de roupas para criança e alimentos. As doações podem ser entregues na Prefeitura da cidade ou na Secretaria de Assistência Social de Charqueadas, localizada na Rua José Rui de Ruíz, n°1110, no Centro de Charqueadas.

Eldorado do Sul
O município pede doações de alimentos, fraldas, água, cobertas, colchões e material de limpeza. As doações podem ser entregues na Secretaria Municipal de Assistência Social, na Avenida Emancipação, 599, na Defesa Civil.

Estrela
Os desabrigados precisam de doações, em especial de alimentos, colchões, travesseiros e cobertas ou cobertores. As pessoas que quiserem colaborar podem levar as doações até o ginásio Ito Snel (Rua Tancredo Neves, s/n).

Itaara
São necessárias doações de colchões e cobertas com certa urgência. Além disso, também podem ser doadas roupas para crianças e alimentos. As doações estão sendo recebidas no Ginásio de Esportes Pinto Ribas e na prefeitura. Também podem ligar para os telefones (55) 9623-1326 ou (55) 3227-1122.

Mata
Doações podem ser feitas na Igreja Matriz da cidade ou na Assistência Social. São aceitos roupas, calçados, colchões e alimentos.

Montenegro
O município precisa de roupas, alimento e materiais de higiene e limpeza. As doações podem ser entregues na sede do Corpo de Bombeiros da cidade.

Nova Santa Rita
Em Nova Santa Rita, a prefeitura informa que a prioridade são doações de colchões, alimentos e água mineral. Os materiais podem ser entregues na Escola Municipal Alvaro Almeida, na Rua Alvaro Moreira, s/n – Porto da Figueira, e no Salão Paroquial da Comunidade Nossa Senhora de Lourdes – Berto Sírio.

Parobé
A Defesa Civil da cidade reforça o pedido de auxílio com a doação de alimentos, telhas e lonas. Quem tiver o interesse em ajudar, pode entrar em contato pelo telefone: (51) 3953-1072 ou (51) 9158-9827.

Rio Pardo
A base de recebimento de doações é o salão comunitário da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário (Travessa Padre Broggi, 66, Centro). Necessitam de colchões, roupas de cama, roupas de crianças, fraldas e água. Alimentos também são bem vindos.

São Jerônimo
Os desabrigados precisam de roupas de cama, alimentos e roupas. As doações podem ser entregues no prédio da Defesa Civil, na Rua Valdemar Azzi, 40, bairro Bela Vista.

Santa Maria
Estão recebendo as doações na Secretaria de Assuntos Comunitários, que fica na Rua Doutor Pantaleão, 200, das 8h às 22h. Quem não tiver como levar até lá, pode ligar para o telefone (55) 3921-7148, que mandam equipes para buscar. É mais urgente a doação de cobertores, colchões, agasalhos e alimentos.

Santiago
O principal problema é lona para tapar os furos das casas e telhas. – As doações podem ser feitas nos bombeiros, na Defesa Civil e na prefeitura da cidade.

São Sebastião do Caí
É possível entregar as doações no Centro de Referência de Assistência Social, na Rua Ari Baierle, nº 177 – Centro. Também é possível deixar as doações na Prefeitura.  A preferência é para doações de roupas infantis, materiais de limpeza e alimentos.

Sapucaia do Sul
A cidade precisa de doação de colchões, cobertores, edredons, roupas de cama, produtos de higiene e alimentos não perecíveis. O material deve ser entregues na Guarda Municipal (Rua Tiradentes, 624), em qualquer horário do dia ou da noite; na Secretaria de Desenvolvimento Social (Rua Tiradentes, 664) das 8h às 18h15min; ou no CRAS Central (Rua Santa Catarina, 648), das 8h às 17h.

São Gabriel
Doações podem ser feitas por meio de contato com a Assistência Social da cidade ou com a Defesa Civil, pelo telefone (55) 9606-2454. Quem quiser doar, pode entrar em contato que as equipes vão buscar as doações. Até o momento, o mais urgente são lonas, telhas e colchões.

Confiram mais algumas fotos dos estragos causados pelo temporal em Porto Alegre e região metropolitana:

Comente esta matéria

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.